QUEM QUEM

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

QUEM QUEM

Mensagem por Admin em Ter Nov 24, 2015 10:53 am

Postado por:
Dr. João Domingos Soares de Oliveira,
Em: 24 de novembro de 2015

História e Documentários sobre o Distrito de Quem – Quem, Município de Janaúba Minas Gerais – Brasil.

Conforme o IBGE (2013), Pela Lei Estadual nº 6769, de 13-05-1976, foi criado o Distrito de Quem-Quem, anexado ao Município de Janaúba. Este Distrito foi criado após a construção da linha férrea. Os primeiros moradores foram os ferroviários. Esse nome foi dado por um engenheiro da Central do Brasil, que denominou a Estação Ferroviária, pelo mesmo nome do Rio, Quem – Quem. E inevitavelmente, toda a comunidade passou a ser chamada assim. O proprietário da margem esquerda da linha férrea, o Dr. José Esteves Rodrigues, doou várias hectares de terras para a Igreja Católica, em homenagem da Santa Candelária. Atualmente, o verdadeiro proprietário da parte urbanizada do Distrito é a santa, cujo administrador é a igreja Católica.


1 DISCRIÇÕES IMPORTANTES DO DISTRITO DE QUEM - QUEM:

Situado a quarenta quilômetros ao sul da sua sede municipal - Janaúba;
Com a população de, aproximadamente, três mil e quinhentos habitantes;
As atividades profissionais, dessa população: eles exercem a função principal o trabalho rural. Vindo em seguida, os pedreiros, carpinteiros, comerciantes, costureiras e etc.;
Cultura: há vários músicos, como de violão, viola, teclado, bateria e etc., há alguns cantores amadores – E as demais festas tradicionais do interior do Brasil;
A sua economia é a pecuária de gado de corte e a fruticultura;
Há um Cartório, uma Escola estadual e uma Creche;
Há uma praça, três campos de futebol e uma quadra esportiva;
Um posto de saúde e uma agência dos correios;
Duas igrejas católicas e cinco igrejas evangélicas;
Há vinte ruas e mais de trezentas e sessenta e cinco casas;
São três ruas pavimentadas, três calçadas com paralelepípedos e catorze sem pavimentação;
A água da COPASA, o pessoal só utiliza para lavar. Ele muito salobra – Para beber é utilizada uma água dessalinizada – Onde a população precisa perder entre duas a três horas, diariamente, para buscá-la, ou pagar a alguém, para fazer isso – De uma forma, ou de outra, as pessoas ali, pagam duas águas e caro;
Há um posto policial, mas não há polícia – Mas como o pessoal é muito gente boa, não tem quase problemas. (OLIVEIRA 2012),


2 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ ESTEVES RODRIGUES

A Escola Estadual Dr. José Esteves Rodrigues, tipologia RO45B2, código 33868, em sua trajetória de criação e funcionamento trás a seguinte história:
O Governo do Estado de Minas Gerais, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 90 e inciso VII, da Constituição do Estado e tendo em vista o disposto nos termos do artigo 1º da resolução SEE 170 de 29 de janeiro 2002, do artigo 16 da resolução CEE 449, de 1º de agosto 2002, do decreto nº: 44688 de 27 de dezembro 2007, onde ficou autorizado, a partir do inicio do ano letivo 2008 o funcionamento da Escola Estadual do Ensino Fundamental e Médio, instalado em prédio doado pela Prefeitura Municipal de Janaúba Monas Gerais, localizada a Rua Manoel Foguista, s/n Distrito de Quem – Quem. Onde funcionava a Escola Municipal Dr. José Esteves  Rodrigues até 2007 como qualquer situação em transição, a Escola caminhou, gradativamente, para organizar-se na parte administrativa, pedagógica e social.
Em 10 de março 2008, passou a funcionar sobre direção da possessora Mércia Majela Lucas Correia e tendo como vice-diretores Geraldo José Silveira e Antônio Eldir de Sá Júnior. Atualmente, a direção estar sobre a responsabilidade da diretora Selme Rosana Mendes Martins, sendo vices diretores: Cleide Alves Cordeiro e Manuel de Jesus Francisco Sá. Sua estrutura estar distribuída em três turnos: matutino vespertino e noturno. Atende aos alunos dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e Médio e trabalha com o EJA Médio e projeto em tempo integral, trabalha com salas de recursos com atendimento especial.
Em 21/05/ 2009, teve publicado no jornal Minas Gerais a alteração do nome da Escola, que antes era chamada, Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio e passou a se chamar Escola Estadual Doutor José Esteves Rodrigues, conforme a lei 181499/2009 de 20/05/2009.
A Escola tem como missão oferecer um ensino de qualidade aos seus alunos, para que os mesmos sejam capazes de desenvolver o cognitivo tornando cidadão críticos e participativos e transformadores do seu meu social, considerando a equidade tratamento de oportunidades a todos os alunos.

3. DISTRIBUIÇÃO DE TERRAS

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído do distrito sede. Pela Lei Estadual nº 8285, de 08-10-1982, foram criados os distritos de Barreiros do Rio Verde (ex-povoado) e Vila Nova dos Poções ex-povoado e anexado ao município de Janaúba. Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 5 distritos: Janaúba, Barreiro da Raiz, Barreiro do Rio Verde, Quem-Quem e Vila Nova dos Poções. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1993.
Na época das distribuições de terras entre os distritos municipais, os proprietários privados, dessas terras, eram os indígenas, os quilombolas, seus descendentes e outros. Havia também uma grande quantidade de terras devolutas. Elas pertenciam ao estado. Mas caso alguém tivesse fazendo-as produzir sem ferir as leis constituídas, teria o direito de explorá-la.
Mas vieram de fora pessoas mal intencionadas que grilaram essas terras. Esse tipo de grilo funciona assim: Os estelionatários faziam uma escritura falsa, com uma data bem retroativa. E guardavam-nas por quatro dias em uma pasta, junto com uns cinco, ou seis grilos (uns pequenos insetos), os quais as deixavam amareladas e roídas, com aparências bem antigas.
Assim, esses bandidos contratavam bons advogados, entravam na justiça (ou é injustiça?) e tomavam as terras dos indígenas, dos quilombolas e dos seus descendentes.

4. CONSEQUÊNCIAS

Segundo Oliveira, (2013), na atualidade, principalmente, no Distrito de Quem – Quem, as terras são praticamente, de grandes fazendeiros, que nem na comunidade vão para saber se a prefeitura está investindo a receita dos impostos na região.
As estradas são um caus. Acontecem muitos acidentes, mas quando não acontecem, automaticamente, os veículos se acabam com as condições das estradas.
O Distrito é esquecido pela política. Só tem seis ruas pavimentadas, duas delas só dão uns cinquenta metros. Não há policiais. Quase que não se conseguem médicos – Eles vão de segunda a sexta, somente pela manhã - Mas como o Brasil é a capital mundial dos feriados – Depois vêm às férias e problemas pessoais dos médicos – Então, é mais fácil ganhar em um sorteio do que conseguir uma consulta nessa comunidade. É preciso marcar a consulta com antecedência. Mas agente não sabe se vai adoecer- E quando se adoece, conforme a doença, não tem como aguardar quatro, cinco seis dias.
A população do Distrito de Quem-Quem, é rural, mas não tem terras. Até mesmo, onde mora, quem tem a escritura é a Igreja Católica. Ninguém é legalmente dono de nada ali.
Os trabalhadores planta e colhe o tempo todo, mas para um patrão, que muitas das vezes, eles nem os conhecem. Este povo não tem uma terra para lavrar. Sendo que outrora essas terras eram de seus bisavôs, ou avôs. Mesmo que eles nem venderam os seus terrenos, hoje, seus filhos padecem pelo pedacinho de chão.
O povo é trabalhador e esforçado. Sobressairia, facilmente, se tivesse aonde plantar, visto que, as terras são muito boas e há muita água na região. Mas a única coisa que eles podem fazer é enriquecer, ainda mais, pessoas de outras regiões. Com isso, os jovens e todos os que pretendem sobressair, tem que se emigrar. Mas qual é o futuro de um lugar, onde os seus jovens não podem fiar?
Já ouve ali vários projetos de emancipação, mas a política municipal, faz o possível e o impossível para que isso não aconteça. Visto que de ali ela recebe o maior percentual dos impostos. Porque são muitas fazendas de confinamentos de bois gordos – Além dos grandes criatórios. Todos os dias saem várias carretas carregadas. E são muitas fazendas produtoras de banana, mamão, limão, abóbora, melancia, e etc.. Certo é, todos as dias, saem muitos caminhões carregados de frutas. Cada carga que sai, e preciso emitir a nota fiscal, isto quer dizer que, todos os dias a prefeitura de Janaúba recebe imposto da região de Quem-Quem. Seria um grande desfalque para essa prefeitura perder essa região. (OLIVEIRA 2013)

5 POSSÍVEIS SOLUÇÕES

Não se trata de uma boa saída perder as esperanças, na justiça brasileira. O melhor meio é continuar esperando. Mas até quando essa população de gente tão boa, generosa e trabalhadora vai ser sempre vítima? Desde os dias dos seus antepassados ela vem sendo burlada, ludibriada e prejudicada.
Eis a seguir sete medidas que, possivelmente, salvaria a população e a região em apreço:
1) Levantar um líder político, sério e forte no Distrito de Quem – Quem, que conduzisse à população a emancipação do Distrito (em todo região a gente suficiente).
2) Depois, o INCRA, revisasse as escrituras dessas terras e desse procedimento em reformas agrárias.
3) Em seguida, distribuir terras para as famílias do distrito, em pauta.
4) Posteriormente, dar toda condição e estrutura suficiente, para que esse viesse a produzir.
5) Criar uma associação bem organizada, estruturada e séria na comunidade.
6) Trazer para a região faculdades, para não necessitar de os jovens terem que ir embora.
7) Além, das terras, trazer também à região, indústrias. Porque nem todos tem aptidão de para trabalhar na roça.
Chegou o momento de alguém ajudar um povo que ajudou e beneficiou outros povos o tempo todo.

CONCLUSÃO

Eis um apelo às autoridades constituídas, relacionadas, ao Distrito de Quem – Quem, do Munícipio de Janaúba/MG - Olhe para esse povo com mais cuidado, prestem bem atenção nestes pontos já foram pesquisados e ainda serão mais pesquisados. Abrem aos olhos para essa realidade.
Vale muito apena incluir o ser humano em nossos planos, principalmente, os que precisam de verdade. Esse povo precisa dos teus cuidados, das tuas honestidades, e das tuas ações, favoravelmente, em seu favor. Ele espera em vocês.
Postado por:
Dr. João Domingos Soares de Oliveira,
Em: 24 de novembro de 2015

Admin
Admin

Mensagens : 2
Data de inscrição : 24/11/2015

Ver perfil do usuário http://jdso.forumais.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum